A Esfera Do Conhecimento

A Esfera Do Conhecimento
Autor: Bruno Bizzotto

Cada ser possui dentro de si sua própria realidade, tendo a liberdade para suprir-se da forma que desejar. Podendo reforçar em si os atributos celestiais do Amor, da Fraternidade e da Benevolência, mas também cair em armadilhas diárias que reforçam as necessidades impulsionadas pelo ego, vaidade e razão.

A natureza humana ensinou que é necessário ter as respostas de tudo, e essa reflexão equivocada moveu ao desejo absoluto da razão. Acontece que, comumente, a razão é a necessidade do ego em revelar-se, portanto, grandes confrontos nascem das divergências provenientes da razão.

Em contrapartida, somos agraciados pelo atributo da Humildade, que caminha sentido oposto à razão, reconhecendo que não necessitamos saber todas as respostas, mas que podemos fazer bom uso das quais possuímos, sustentadas pelo coração.

O excesso de contaminação mental e emocional proporciona relativa obstrução no Canal de conexão Divina.

Para isso, orienta-se à desconstrução das crenças negativas, para que assim o sujeito torne-se receptivo as maravilhas do plano superior, recebendo as proporções energéticas sem resistência.

Através das diversas crenças, ideologias e sugestões, o plano terreno constantemente oferece funções dispersivas que desnorteiam o caminho sereno da Alma. Contudo, a superação das inseguranças internas e externas é expressa no sentido mais profundo da Elevação, e, muitas vezes, exige-se uma postura neutra por parte do indivíduo.

O ser humano possui uma capacidade inata de “neutralização”. Esta ferramenta possibilita sintonizar em um estado de consciência analítico e Divino, o qual permite a elaboração pacífica das informações recebidas, ou a abstenção daquilo que não se deseja.

Ter neutralidade das interferências é não compactuar das conjunturas e ações mundanas, para que os passos se estendam no progresso espiritual. A autodisciplina é a disposição que permite o salto quântico no desenvolvimento espiritual.

De fato, cada um possui seu próprio ritmo, mas é importante esclarecer que o tempo depende da ação individual, para que não se torne um meio de procrastinação.

Todos possuem a capacidade para elevarem-se em Consciência, basta boa vontade. Este é o momento de voltar-se para si mesmo, guiando as próprias ações de maneira diligente e disciplinada, vivenciando a reforma interna.

A ação interna permite o caminho em Iluminação conforme a dedicação nas vibrações elevadas e puras. Reconheçam sua natureza Sagrada e “retornem a casa”, o templo está em ti. Enquanto não aceitarem que sua ação interna é a força principal que impulsionará a sua própria Ascensão, continuaram a se manter submissos aos “mestres externos”.

Vocês recebem montantes de inspiração e intuição Divina através dos canais da Consciência e Coração. A natureza espiritual flui intrinsecamente quando há harmonia e equilíbrio, pois a “limpidez” mental não aceita interferências externas, impedindo o comprometimento no Movimento Interno.

Durante o caminho espiritual, chega um determinado momento em que cada ser individual é regido por um Mestre Cósmico, o qual o conduz a plena transformação interior.

Todavia, esta interferência Divina apenas acontece se houver um pedido por parte do iniciado. A radiação do plano Divino é derramada conforme a vontade da mudança e a ação interna.

Peçam por Iluminação, Sabedoria e Discernimento.
“Peça e vos será dado.”

O Amor ensina sobre Serenidade.
A Serenidade ensina sobre Paz.
A Paz ensina sobre UNIDADE.

Perceba que a resposta é VOCÊ.
O fator mudança é VOCÊ.
O Ser Divino é VOCÊ.
Saiba lidar com aquilo que tens.

Autor: Bruno Bizzotto

 

 

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *